Inovação em Hospitalidade

Grupo La Torre : 5 tendências da hospitalidade em 2021

0 17

Viajar é um desejo que nos últimos anos vem crescendo muito, superou a vontade de comprar bens materiais e ficou no topo da lista dos sonhos das pessoas. Considerada uma necessidade, a viagem era pensada, calculada e desejada as vezes com meses ou um ano de antecedência, mas, de repente, com a pandemia, uma indústria inteira se viu paralisada e os brasileiros com seus sonhos presos em uma gaveta.

Impacientes depois de uma longa “hibernação”, aos poucos estamos voltando a sair de casa em direção ao aeroporto, ou ao carro, para uma viagem mais curta.

Nesse sentido, pensar que nada mudou no conceito da viagem é um erro, pois o mundo mudou e os desejos devem ser analisados com cuidado, por isso o grupo La Torre adotou cinco tendências no novo conceito de hospitalidade do em 2021.

Mais espaço às tecnologias.

A transformação digital não é um assunto novo, mas agora se tornou constante na vida das pessoas, tendo em vista que a pandemia aumentou o comportamento digital, e consequentemente as compras on-line, delivery, e até o estudo a distância.

Para acompanhar as mudanças da sociedade, adaptações são fundamentais, como por exemplo, os cardápios, que funcionam mediante a utilização de QR codes, presentes em todos os ambientes. Uma ferramenta simples, que além de gerar satisfação, evita contato com os cardápios impressos, que passam de mão em mão, garantindo assim, mais segurança aos clientes.

Outro projeto é o mordomo virtual, uma exclusividade do Grupo La Torre, desenvolvido pela equipe da Yaayoo Marketing Digital, para substituir a maior parte dos serviços da recepção por um aplicativo simples, o “YAGO”, que permite também uma redução importante de papel em toda cadeia operacional.

E para a implantação das tecnologias, mais fibra ótica e sistema VOIP foram instalados nos apartamentos. Alguns ganharam a sigla de “Home Office” e estão equipados com todo sistema que  permite aos viajantes ficarem conectados com alta qualidade de vídeo e áudio.

Menos significa mais

Evitar aglomeração excessiva vai permanecer uma regra, então os serviços devem ser pensados para grupos menores e com distanciamento adequado, pois as filas serão elemento de crítica imediata nessa fase individualista. Sendo assim, o conceito de personalização e de férias sob medida para cada hóspede, precisa ser aprimorado.

Equipe treinada para escutar

Antes os colaboradores tinham uma postura mais proativa, sempre prontos para atender os hóspedes antecipando qualquer desejo, antes mesmo dele se manifestar. Agora é preciso escutar mais antes de agir, pois os desejos são diferentes e o hóspede quer discrição, ou seja, menos conversa e mais eficiência, em uma época de pouca paciência.

Qualidade ganha de quantidade

As férias muitas vezes eram sinônimo de fartura, principalmente quando o assunto era alimento e bebida, mas em 2021 a qualidade vai ser predominante.

Em um período em que as pessoas pensam mais em cuidar-se fisicamente e mentalmente, a qualidade das comidas e bebidas, assim como dos espaços mais silenciosos, são tópicos propícios a uma maior sensação de bem-estar.

Ambientes redesenhados

Não estamos em um hospital, mas o aspecto de higiene deve estar mais presente em todos os ambientes. Um design mais minimalista e sofisticado deve ser predominante na decoração, com a presença da natureza em seus ambientes naturais, jardins e parques, com um paisagismo de extremo cuidado.

A capacidade de adaptar-se a novos e desconhecidos cenários vai ser o grande diferencial em 2021.

Luigi Rotunno

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.