Luigi Rotunno

Palestra sobre Tendências de Marketing Digital 2018 lota Centro de Eventos do Senac de Porto Seguro-BA

0 222

Tecnologias, tendências e estratégias de como vender mais foram abordadas por Luigi Rotunno na palestra “Tendências de Marketing Digital 2018”. 332 pessoas inscritas compareceram ao encontro, no Centro de Eventos do Senac de Porto Seguro-BA, organizado pela agência de Marketing digital YaaYoo no dia 3/7, com o apoio do La Torre Resort e do Senac. Empreendedores de Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália e Eunápolis participaram do evento

“O Brasil é o país mais conectado no mundo e se uma empresa não é encontrada no mundo digital, hoje não é vista e não é quista”, foi a premissa às vinte tendências de marketing digital para 2018 abordadas pelo CEO da YaaYoo e Diretor geral do La Torre Resort, Luigi Rotunno, “. A Realidade Aumentada será o trocador de jogo para os próximos meses, permitindo mostrar conteúdo no celular, num mapa e um maior engajamento da marca. Facebook e Instagram poderão ter Realidade Aumentada”.

 Outra tendência na rede é que a importância dos influenciadores digitais irá diminuir, uma vez que é difícil calcular o retorno do investimento, “eu cito o exemplo do Neymar, eu vi 10 spots e só lembro de 2 marcas associadas ao craque”, ressaltou Luigi Rotunno, “os hotéis associam a artistas, mas hoje não é mais um retorno, “o Ministério do Turismo levou um Youtuber à Russia, ele fez uma piada de mal gosto e acabou gerando uma grande revolta, foi escolhida a pessoa errada, pode ter um milhão e meio de seguidores, mas não reflete o País”.

Segundo a análise, o público hoje é muito volátil, hoje é carnívoro, amanhã é vegetariano, o público muda de vida todos os dias, por isso os dados serão determinantes. “No Brasil em hotelaria temos 2 preços enquanto nos EUA tudo é opcional, se paga tudo separado, não temos o hábito de destrinchar os números em micro-preços, o futuro é de quem sabe ler os números”, acrescentou Rotunno, ”os números falam, choram, hoje conduzem o marketing digital, não tem mais espaço para  improvisação, porque é caro:, um clic que custava um centavo, hoje custa 30 reais, na palavra Porto Seguro, clic de hotel é caro, clic de restaurante é caro”.

Profissionais nas empresas

O Marketing Digital é, portanto, conduzido por dados e precisa integrar, compreender, analisar, descobrir, agir e otimizar. Agilidade qualquer hora e em qualquer lugar, “é preciso pensar nas necessidades do nosso potencial público e não em preços, executar e entregar”, explicou Rotunno, “é fundamental pensar na governança, em se transformar digital, em tecnologia digitalização é investimento, as empresas têm que ter profissionais de Design Digital, para acompanhar todo o processo, não pode ser deixado nas mãos do dono ”.

O acesso à internet por dispositivos móveis como Smartphone e Tablet, o chamado Mobile vai dominar completamente o setor, 96% das pesquisas dos produtos poderão ser feitas por mobile, o consumidor está ganhando confiança nos pagamentos através Iphone. 60% do Marketing Digital são Mobile, daí a importância de sites responsivos, aptos às telas dos smartphones, criando micromomentos permanentes.

Para um destino turístico oferecer opções de gastos é fundamental. O desejo de gastar é um fator humano, existe um prazer em gastar, publicidades de cidades com outlets já fazem parte das principais capitais do mundo, onde não há o que gastar não tem atrativo. Sobre os anúncios nas redes sociais e motores de busca, os chamados AD, foi enfatizado que eles serão mais propositais e poderosos, por exemplo para posicionar um restaurante no público regional o Facebook está ruim para as empresas e o Google é mais em conta, mas requer uma ajuda profissional, enquanto o Youtube está crescendo, principalmente entre os jovens. Os vídeos simples não serão mais suficientes e a tendência é a de vídeos com qualidade profissional com duração média de 1,5’, para mostrar, por exemplo um passeio de escuna ou um Buffet. De acordo com o palestrante 79% dos usuários prefere vídeos.

Privacidade e segurança

Outro fator fundamental no Marketing Digital é a privacidade dos dados, que será a chave para o sucesso. Tudo o que é segurança tem que ser mostrado, 55% dos consumidores mudam sua compra por falta de segurança digital. Foram ainda ilustradas as interfaces conversacionais “bots” e “chatbots”, onde a companhia aérea holandesa KLM foi a primeira a vender passagens pelo Chatbot. A inclusão da Inteligência Artificial (AI) ainda deve demorar um pouco, mas em 2-3 anos 75% das negociações serão AI. A Internet das Coisas já virou Internet de Todas as Coisas e em 2029 serão 50,1 bi os objetos conectados.

O Chat ao vivo ganhará terreno, uma vês que estar  sempre “ON” é uma prerrogativa do futuro. Os cookies perderão importância e a publicidade nativa, ou seja regional registra um crescimento. A experiência do consumidor (chamada CX) veio para ficar, todos os setores da economia serão CX. Em alta também o marketing de voz, pesquisas por voz (como as do Siri ou o Alexa). O Marketing Digital se tornará mais inteligente, de dados, mensuráveis nos resultados e não de intuições. O tempo com o Marketing Digital é curto, o relacionamento com o tempo ficou muito mais acelerado. Este processo exige ainda flexibilidade, verdade nas informações e nas imagens e autenticidade.

Antonio Alberghini / Mídia Mutá

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.